segunda-feira, 3 de outubro de 2011

O profeta Elias e a carruagem de fogo


"E sucedeu que, indo eles andando e falando, eis que uma carruagem de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho (2 Reis 2:11)"


Se fizermos uma ligação do profeta Elias com a Fraternidade dos Essênios, vamos verificar que a "ascensão aos céus" através da "carruagem de fogo" pode ter um significado filosófico.
E como isso acontece?


Os Essênios por ser uma ramificação da Grande Fraternidade Branca possuíam em seus estudos os chakras.
Se você ainda não sabe nada sobre chakras, você pode estudar o nosso artigo sobre o assunto clicando AQUI.
Segundo o Hinduísmo, para a pessoa atingir a Iluminação Espiritual ela deve despertar todos os chakras.
Esse despertar segundo o Yoga acontece através da energia Kundalini.
Para quem não conhece, o símbolo da Kundalini é uma serpente (lembra da serpente do Jardim do Éden?), sendo que essa energia também é conhecida como "fogo serpentino" (qualquer comparação com o elemento fogo da carruagem narrada na Bíblia não é mera coincidência).
O processo do despertar dos chakras inicia-se pelo chakra básico (também chamado de Muladhara) localizado na base da espinha dorsal e esse processo finda no chakra coronário (também chamado de Sahasrara) localizado no alto da cabeça.
Esse processo quando completo, causa uma "Ascensão Espiritual" ou "Elevação aos Céus" que no Budismo esse "estado búdico" é chamado de "Iluminação".
A pessoa que atinge a Iluminação (também conhecida como estado "Crístico") possui um grau de consciência muito mais elevado que qualquer ser humano comum.
No Judaísmo encontramos esse conhecimento na Kabbalah trazida do Antigo Egito por Abraão e Moisés (patriarcas do Judaísmo) ao estudarem o Hermetismo (ensinamentos de Hermes Trimegistus que também é conhecido como o deus egípcio Toth) que é um método que estuda a natureza do ser humano e do universo (microcosmo e macrocosmo). 
Esse procedimento foi ensinado também por Sócrates, sendo encontrada no oráculo de Delfos na Grécia (templo dedicado ao deus grego Apolo que era o deus solar, ou seja, o sol significa "luz"), a seguinte instrução na entrada do templo: 




"Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os deuses"

No Espiritismo, esse processo é chamado de "Reforma Íntima".
Portanto, a passagem que narra a elevação do profeta Elias trata-se do momento em que ele despertou todos os chakras (atingiu a Iluminação), ou seja, fez a sua reforma íntima; e não que ele tenha literalmente ascensionado aos céus em uma carruagem de fogo com cavalos de fogo.
Até porque se a suposta carruagem feita de fogo entrasse em contato com a pele do profeta Elias, devida a alta temperatura o profeta faleceria no mesmo instante, pois o fogo causa asfixia e em contato com a pele destrói o corpo carnal.
Devemos evitar o equívoco de interpretar literalmente os textos considerados sagrados.

Que Jesus nos ilumine sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário